Acontece no AZ

21/11/2019
Beatriz Polidori
Arte
Arte e infância: caminhos que se cruzam

Arte e infância: caminhos que se cruzam

O corpo e suas extensões sensoriais são os elementos que conectam os pequeninos às novas experiências.

Um graveto se transforma em varinha de condão. Agora, ele é um objeto que pode voar e alcançar o espaço sideral. Em poucos instantes, crianças são capazes de transitar entre diversos universos de significados. Essa é uma das lindezas de ser criança!

Mas será que esse modo de estar no mundo pertence somente aos pequenos? O que será que acontece no meio do caminho, que praticamente subtrai esse potencial criativo e fluido da dita gente grande?

Katia Canton, artista, educadora e escritora brasileira, chama de “narrativas enviesadas” os processos desenvolvidos por artistas contemporâneos. Esses modos indiretos e não lineares de pensar a arte têm uma grande ligação com a maneira que as crianças enxergam e se relacionam com o mundo. As construções de pensamento das crianças tomam caminhos curiosos, e o espaço de aprendizagens significativas na primeira infância está intimamente conectado ao protagonismo que recebem no meio em que estão inseridas.

A atelierista italiana, Vea Vecchi, cria uma metáfora que pode nos ajudar a compreender a importância do alargar experiências, principalmente nos primeiros anos da vida:

“A nossa mente é um caleidoscópio que pode produzir coisas novas. Provavelmente, quanto mais o caleidoscópio for rico de experiências vividas em profundidade, e não só informações superficiais, mais será capaz de fazer combinações diferentes.” (VECCHI, 2017, p.184).

A plasticidade cerebral das crianças é extremamente competente. Os meninos e meninas estão em seu auge de possibilidades de descobertas e relações entre os elementos do mundo que os rodeia.

Podemos tirar como exemplo os bebês! Estes estão em momento de descobrir o mundo que os cerca. Cheiros, texturas, gostos, referências visuais, sons... O corpo e suas extensões sensoriais são os elementos que conectam os pequeninos às experiências, porém, somente experiências criadoras de significados, intencionais, em um ambiente repleto de amorosidade, valores estes, essencialmente presentes no cotidiano do AZ Internacional, são capazes de suscitar todo seu potencial.

A infância, então, é o alicerce de desenvolvimento da criatividade, e a arte e suas diversas linguagens têm papel fundamental nos futuros percursos de toda uma vida.


DEIXE SEU COMENTÁRIO

Seu endereço de e-mail não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados *

Nome*:
E-mail*:
Mensagem*:
Sucesso! Seu comentário foi enviado.
Atenção! Preencha todos os campos.

Ver Comentários